quarta-feira, 2 de março de 2016

Vereador André Régis compara o Governo Dilma aos últimos dias de Hitler





Se dermos crédito às teorias conspiratórias, Hitler passou os últimos dias de sua vida numa chácara na Argentina, sem ser incomodado ou molestado. Teria ocorrido com Hitler o mesmo que ocorreu com o médico Joseph Mengele, que morreu como um velhinho inofensivo e querido numa cidade de interior, no Brasil. É sabido que, ao  final dos conflitos, as grandes potências chegaram a acordos que poderiam ter poupado a vida de alguns chefes nazistas, que tinham na Argentina uma das principais possibilidades de esconderijo. O corpo de líder nazista nunca foi encontrado, alimentando essa teoria. Quem tiver maior interesse pode acompanhar uma série de TV que está sendo transmitida pelo Canal Discovery, salvo engano, Caçando Hitler. 

Essa introdução vem a propósito de uma possível comparação que o vereador tucano do Recife, André Régis, teria feito entre os últimos dias de Hitler e as turbulências enfrentadas pelo Governo da Presidente Dilma Rousseff. Todos nós conhecemos de perto os problemas enfrentados pelo Governo da Presidente Dilma Rousseff. São problemas políticos, econômicos, agravados pela epidemia de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, num país em condições precárias de saneamento básico, com uma rede de assistência à saúde que não funciona a contento. Mas, daí a comparar Dilma à Hitler, André, creio que você foi um pouco infeliz. Depois, Dilma não está agonizando não. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário