sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Editorial: #TenhoVergonhaDe #SomosTodosBolsonaro

Jair Bolsonaro é carregado nos braços por simpatizantesCrédito da foto: Leo Motta, Folha de Pernambuco

A impressão que temos é que sairemos desta vida sem entender algumas coisas, o que poderia ser até natural, não fosse pelo inusitado de alguns fatos. Ao acessar o microblog twitter, hoje, pela manhã, eis que encontro a hashtag #SomosTodosBolsonaro inflada à condição Trend Topics daquela rede, sobretudo em razão da participação dos jovens, em sua maioria mulheres. O editor do blog já conhece muito bem o "veneno" desse pessoal. Por ocasião da abertura de dois processos contra o Deputado Federal Jair Bolsonaro - um no STF e outro na Comissão de Ética da Câmara dos Deputados - fomos duramente atacados por integrantes de grupos de direita em Pernambuco, através das redes sociais, logo após a publicação de uma postagem abordando o assunto. O título do editorial era: E este cara ainda está lá? Como disse, nos surpreende, nesse apoio a Jair Bolsonaro, a presença maciça de jovens. A página de onde surgiram as acusações mais duras contra mim - não havia argumento, mas agressões - era uma página com milhares de seguidores, com fotos de participação em manifestações de apoio ao deputado, como esta que aparece aí na foto, quando ele foi recepcionado por uma "multidão" no aeroporto. 

Creio que essa espécie de "onda conservadora" que varre o mundo tenha dado um certo ânimo aos partidários do Deputado Jair Bolsonaro aqui no Brasil, já que ele não esconde suas expectativas em torno de uma provável candidatura presidencial em 2018. Aqui no país, essa onda conservadora tem um caráter religioso, o que se constitui em mais um elemento de aproximação com a sua "plataforma" programática, em contraposição a alguns temas polêmicos, com aborto, drogas e liberdade de opção sexual. No momento, pelas sondagens de intenções de voto, ele aparece apenas com 5% do eleitorado, mas não surpreenderia um expansivo crescimento, sobretudo se considerarmos o momento político e institucional que estamos vivenciando. Estamos vivendo realmente tempos nebulosos e bicudos. Só assim se pode entender o "fermento" de determinadas ideias e de atores como Jair Bolsonaro. Alguém já disse por aqui que o fascismo é uma espécie de plantinha, que fica adormecida nas sociedades. Quando ela encontra as condições favoráveis, floresce. As condições favoráveis, infelizmente, estão aí. Uma recessão terrível, protestos pipocando em todo o país, altíssimos índices de desemprego e violência, instabilidade política e jurídica, greves e ocupações. Neste diapasão, não nos surpreende um Trump, um Bolsonaro ou aquela pesquisa que apontou que, para 60% da população brasileira, bandido bom é bandido morto. 



(Conteúdo exclusivo, liberado apenas para os assinantes do blog) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário