domingo, 11 de junho de 2017

Drops político para reflexão: Os coveiros da democracia brasileira


"Como assinalamos em editoriais anteriores, as divergências entre os ministros Herman Benajmin e Gilmar Mendes, também proporcionaram momentos de aprendizagem, como, por exemplo, quando se discutiu uma possível "banalização" do instrumento da cassação de mandatos em plena vigência de um regime democrático. Ao fim e ao cabo, sabe-se, na realidade, qual a verdadeira preocupação do ministro Gilmar Mendes. Como há controvérsias sobre a suposta "normalidade" democrática no país, não é completamente descabida a hipótese de mantermos um presidente sem a menor condição de governabilidade até as eleições de 2018. Afinal, não se arquiteta para golpear a democracia e, como num passe de mágica promovido pelas circunstâncias políticas, devolve-se o poder à soberania popular. Golpes de Estado são empresas complexas, que envolvem inúmeros interesses. Convém ficar atento às falas do presidente Michel Temer, ao afirmar categoricamente que fica até as eleições de 2018. Pode ser apenas uma tentativa sua de injetar otimismo aos seus ainda apoiadores,diante da inevitabilidade do desmonte do seu governo, mas..."

(José Luiz Gomes, cientista político, em editorial publicado aqui no blog)


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário