quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Tijolaço do Jolugue: Ocupem a UFPE antes que seja tarde.

Ontem tivemos a oportunidade de ler um artigo do professor Michel Zaidan, publicado por um blog local. Tivemos a oportunidade de publicarmos três dos seus últimos artigos, cencurados pela imprensa. Logo em seguido, Michel escreveu um outro artigo sobre liberdade de imprensa - também reproduzido no nosso blog - que alcançou enorme audiência entre os leitores. É cedo para afirmar que os ventos democráticos voltaram a circular nos corredores das redações locais. Em todo caso, a publicação do seu artigo, ocupando uma tribuna de debate importante para a população, não deixa de ser uma notícia alvissareira. O artigo ao qual nos referimos, trata da ocupação da reitoria da UFPE por estudantes que protestam contra o crime de lesa-cidadania que está ocorrendo em relação ao processo de privatização do Hospital das Clínicas. Pelo comentário dos internautas há, em essência, concordância com o articulista, apenas ressalvas no tocante a duas questões: a presença do aparato policial estadual no campus e sobre se houve ou não depredação do patrimônio público e quem foram, de fato, os responsáveis, se estudantes ou "infiltrados". Michel tem razão quando afirma, logo no início do artigo, que, por tratar-se de uma instituição pública federal, se fosse o caso, apenas o aparato de segurança federal poderia ter acesso ao campus. A presença da Polícia Militar nos campus universitários, sobretudo como reflexo de momentos políticos que devem ser apagados de nossa memória, sempre gerou muitas polêmicas. Como mesmo afirma o professor, abre um precedente perigoso para novas incursões, com comprometimento do Estado Democrático de Direito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário